O sonho de ontem à noite

Por Filipa Meira

Reunidos numa casa em trabalho, 
                                      em lazer
Assombração
abriu-se a porta
a luz entrou 
   escuro saiu
Desassombro

Supermercado

Sou um cliente com problemas mentais
Corto um braço a 1/4, 
                          uma courgette a 1/4, 
                          uma caixa a 1/4
pago o que devo e atiro um rolo de fotografia lá para dentro 
Explodio
fujo para o parque de estacionamento subterrâneo
mais parecia uma viagem pelas correntes sanguíneas 
uma espiral acelerada

Fez-se dia
(a minha irmã, a minha avó, o gato e eu) 
vamos para casa
de comboio
A minha avó tem alzheimer, 
                                             não sabe o que faz
Entramos no comboio
com malas, 
                   o gato, 
                             1/4 de courgette, 
                                                         1/4 de caixa
A casa era na cidade do Porto

Dasassombro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s