as últimas palavras de uma estrela a cair

na noite ou no dia 
em que meu corpo for 
homem for onda for 
areia    que 
vagarosamente pisas... 

...sentença do tempo 
que perco 
a escrever-te versos...

(relembrarei baixinho...)

          - ...a cidade ardeu...
...tateiam-se corpos vizinhos 
na busca de murmúrios do 
coração adormecido...

(...as últimas palavras...)

 ...na aurora dos incêndios 
bestas luminosas sonham 
os sonhos perdidos 
em plasticidade 
teatral...

(...de uma estrela a cair)

...
...

...invento novo corpo...
onde seguram 
as feridas do sonhos 
             as cobras...

mas olho a janela   o espelho e 
a porta...

(escrevo outra vez...)

          - ...o coração
ainda não telefonou...

                Rodrigo Antas 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s